terça-feira, 3 de setembro de 2013

Estou naquele estado de depressão pós-corte de cabelo


Como disse no post anterior, estas férias deixei crescer o cabelo. Já não o cortava desde Maio, depois meteu-se a época de exames e não tinha tempo para isso nem estava assim tão necessitado de corte e não queria mexer-lhe antes de acabar esta época de praia e piscina. Então deixei-me estar quietinha, passei o Verão entre tranças e apanhados, um mimo de se ver.
Olhava para o espelho toda orgulhosa do meu cabelo quase a chegar ao fundo das costas, mas depois cansava-me só de o prender, de tão comprido. E decidi que queria fazer um corte mais em V no final e não o ter tão certinho. Vai daí meti essa ideia na cabeça e lá fui cortá-lo na sexta. Sinto-me leve, muito leve, e ele continua comprido qb e adoro, mas sinto falta do cabelo enorme que tinha. Acho que isto é mais impressão do que outra coisa, no fundo está quase igual, mas como tive que escadear mais na parte da frente para dar o efeito em V, parece que cortei imenso. 


São futilidades, bem sei, mas acho que todas as mulheres passam por isso. O ideal seria cortar e ele voltar ao tamanho que mais gostássemos assim que quiséssemos :) Mas também não é nenhum drama, daqui a um mês ou dois já vai estar do tamanho que estava e com a forma que quero. weeeee :)

5 comentários:

  1. ontem também o fui cortar. Já não cortava desde fevereiro! mas já estava a gritar por uma tesoura. Claro que o comprimento está idêntico, mas também o escadiei um pouco. Agora quero ver se aguento mais uns 6 meses sem o cortar :P
    E sim, o que tu passas eu também passo! Uma vez, há uns anos atrás, até chorei quando cheguei a casa por ter cortado o cabelo xD

    ResponderExcluir
  2. nos mulheres ahah :) deixa la, esta giro de certeza!

    Paulinha

    ResponderExcluir
  3. Não sou fã das idas ao cabeleireiro para cortar o cabelo, venho quase sempre muito desgostosa com o resultado... ainda estou para descobrir se é defeito meu ou defeito dos cabeleireiros :-))

    ResponderExcluir
  4. Adoro o cabeleireiro mas detesto a mudança. ;)

    ResponderExcluir