sexta-feira, 20 de julho de 2012

A minha avó não gosta de andar de carro com ninguém, à excepção do meu pai e de um dos meus tios. Quando os netinhos começaram a tirar a carta, ela logo avisou que não se metessem em aventuras porque ela não andaria com eles sozinha. Pronto, gosta de zelar pela sua segurança.  Até que hoje foi quase obrigada a andar de carro comigo porque precisava muito de ir a um lugar e não havia mais ninguém que a pudesse levar. Sempre achei que ela nunca se meteria comigo no carro, mas hoje quando a vi à minha espera percebi que seria um dia especial :)

A bem da verdade, devo dizer que sou um bocadinho aselha. Tenho carta há menos de 3 meses e raramente ando de carro. E o carro que conduzo é o do meu pai, velhinho velhinho, coitadinho. Aquilo é uma aventura. Para quem conduzia um carro todo pipi na escola de condução, novo e a gasóleo, ter que passar para um carro com mais de 20 anos, a gasolina, sem direcção assistida e um travão um pouco difícil, não é propriamente fácil de me habituar.
Mas lá fui eu, levar a minha avózinha. Pelo caminho apanhou dois cagaços (não há expressão melhor), coitadinha. Primeiro porque o carro custa a aquecer e, quando arranquei, deu uns soluços :) E depois, a vir embora, coitadinha, voltou a soluçar, porque eu sou tona e estava numa velocidade um bocado alta e não devia. Acho que quando ela pôs os pés em terra firme e viu que estava salva, deve ter prometido à Nossa Senhora que lhe rezava o terço umas 10 vezes para agradecer o facto de estar vivinha da silva. E depois, claro, vai prometer que nunca mais anda comigo de carro.

7 comentários:

  1. eu tenho alguma experiência de condução e a minha avó não gosta de andar comigo. diz que vou muito rápido. mas quando não tem outra solução, que remédio... ;p

    ResponderExcluir
  2. Ah ah ah, estragaste qualquer hipótese de ela ponderar, quem sabe, começar a andar com vocês de carro ;)

    ResponderExcluir
  3. eu é que não quero andar com as minhas no carro, que elas moiam-me a alma!

    ResponderExcluir
  4. Ahah ao menos foi uma viagem interessante :) *

    ResponderExcluir
  5. Se calhar não és aselha, és só medrosa. ;)

    ResponderExcluir
  6. Comigo também foi assim, é uma mudança muito grande passar de um carro todo xpto para um "chaço"!:p lembro-me de na altura até chorar, porque parecia que tinha deixado de saber conduzir, tal era a dificuldade em mantê-lo em andamento!

    ResponderExcluir
  7. Isso com a prática, vais lá :D

    ResponderExcluir