quarta-feira, 23 de maio de 2012

Toda eu sou a favor do amor e das suas demonstrações, desde que moderadas. Gosto de ver casais felizes, que se abraçam e estão sempre a brincar e a "picar" um com o outro. 
Mas tudo tem limites, e além dos limites, há sítio para tudo. Se acho muita piada a ver este tipo de demonstração de carinho na rua, num parque, num banco de jardim, já não acho tanta piada numa biblioteca, numa sala de trabalho, em ambientes mais formais.

Eu vou para uma biblioteca para estar em silêncio a fazer as minhas coisas, não para levar com casalinhos a darem guinchos e a arrastar cadeiras  porque não param de se apertar, fazer cócegas, etc. Tipo, get a room. Eu sou a pessoa que mais parvoíces faz com o namorado, vamos na rua aos encontrões e abano-o e belisco e tudo o que for preciso quando estamos na brincadeira. Mas sei comportar-me em situações que assim o exigem. Ao menos que respeitem quem precisa de trabalhar. 

7 comentários:

  1. Guinchos de amor é que não, credo. :P

    ResponderExcluir
  2. Concordo. Há sitios que é para uma pessoa se comportar.

    ResponderExcluir
  3. Concordo contigo! As pessoas as vezes não tem noção nos sítios onde estão..

    ResponderExcluir
  4. As pessoas perdem mesmo a noção do ridículo, infelizmente as pessoas não sabem como se comportar, e onde! Enfim.. provavelmente devem ter começado a namorar e estão na chamada (e perdoem-me a expressão) ''tesão do mijo'', com o tempo acalma..

    Mas lá que irrita, irrita!

    ResponderExcluir
  5. Também não gosto nada. Isso e quando estamos entre amigos e eles (conheço uns poucos casais assim) do nada, pimba, começam aos beijos e aos amassos como se não houvesse amanhã -.-

    ResponderExcluir
  6. Não percebo é como é que com tanto sitio giro e inspirador para se ter demonstrações de carinho, se foram lembrar de o fazer numa biblioteca, que mau gosto...*

    ResponderExcluir