terça-feira, 6 de março de 2012

No outro dia a minha afilhada ficou muito chocada quando lhe disse que no meu tempo havia aulas "normais", com a mesma professora desde que começava até que acabava, e não havia cá aulas de educação física, expressão dramática, música e inglês, mais as vinte mil cenas que estas crianças agora têm pra fazer. Basicamente ela olhou pra mim com aquele olhar que eu fazia quando as pessoas usavam a expressão no meu tempo, ... :)  A minha afilhada de 7 anos pensa que sou uma pessoa de outro planeta por ter sido uma criança com uma carga de trabalho que eu considero apropriada para uma criança dos 6 aos 10 anos.

Sinceramente, acho que hoje as crianças não têm tempo para serem, efectivamente, crianças. Não estou com isto a dizer que não devem ter horários, que não lhes faz bem ter o peso da responsabilidade e que não lhes serve para nada o que andam agora a aprender com todas estas novas actividades. Acho óptimo que tenham oportunidade de fazer tudo isto, na escola. E além disso estas coisas têm de ser autorizadas pelos pais, não são propriamente obrigatórias (pelo que me disseram).

É só que eu lembro-me de ser uma criança que corria da escola pra casa da avó, para brincar. E passava a manhã a ver desenhos animados, comia pão com planta aquecido no forno, brincava com barbies e nenucos e dava enormes corridas à volta do jardim, antes de me enfiarem na escola pra uma tarde de aprendizagens. E depois voltava, fazia os trabalhos de casa, e fazia novamente tudo aquilo. Dia após dia e tinha sempre piada. Às vezes tenho saudades disso tudo...

7 comentários:

  1. Fizeste-me mesmo recordar a minha infância. Que saudades...

    ResponderExcluir
  2. Hoje é bem diferente, bem diferente...

    ResponderExcluir
  3. e sabemos que estamos a ficar velhas quando dizemos 'no meu tempo' ;p

    ResponderExcluir
  4. Concordo plenamente contigo, acho que o nosso tempo de crianças foi mágico, agora é escola-computador-e sempre enfiados em casa. Tivemos sorte, eu acho! (que saudades que me deu ler "pão com manteiga aquecido no forno" e a isso junto a cevada que a minha avó fazia, aiii)

    :)

    ResponderExcluir
  5. É o segundo post que leio sobre afilhados hoje e a minha foi operada hoje! A tua é uma menina cheia de sorte e que se nota a léguas que tem uma madrinha babada! E a tua opinião quanto ao excesso de actividades estruturadas é a minha sem tirar nem pôr!

    ResponderExcluir
  6. Concordo com o que disseste.
    Hoje em dia as crianças tem mil e uma coisa para fazerem e ser crianças está quieto.
    A minha rotina era basicamente a tua. Tinha um professor/professora que me dava todas as coisas. Não mil e um como agora existem..Realmente os tempos mudam... Será para melhor?

    Beijinho*

    ResponderExcluir
  7. Eu andei na primária num colégio, portanto tinha também todas aquelas actividades extras das nove às cinco. E também brincava muito. :)

    ResponderExcluir