terça-feira, 18 de janeiro de 2011

assunto de máximo interesse, ou não


Sou uma rapariga romântica, como já devem ter reparado. Diria mesmo que sou lamechas, vá. É verdade. Gosto de surpresas, de lugares com significado, de momentos só nossos. 
Para mim, um pedido de casamento é aquele momento que fica para sempre, para o bem ou para o mal. Isto tudo porquê? Porque vi no noticiário que uma hospedeira foi pedida em casamento pelo namorado em pleno voo. O motivo da escolha do tal cenário deve-se ao facto de ele sempre lhe ter dito que quando a pedisse em casamento ela ia ficar nas nuvens. Não lhe chegava deixá-la surpreendida, feliz, radiante; teve que o fazer no sentido literal da coisa. 
Ora eu, adepta de surpresas, era capaz de ficar um pouco "chateada". Acho que é um momento tão marcante e tão intimo que deve ser vivido apenas pelos dois. Não gosto de grandes aparatos. As pessoas (completamente desconhecidas) todas a olhar, os colegas de trabalho todos a par da situação antes dela o saber. Não sei, caía-me mal. E depois nem têm aquele momento só os dois, ai que és tão perfeito, beijinhos praqui e prali, amo-te tanto, abracinhos e risinhos histéricos, vamos casar!!!  Havendo público há que controlar o grau de palermice e lamechice e porquice que dali vai advir :) 
Então não tem um sabor especial se for um pedido feito num lugar que tenha algum significado para os dois, só o casal? Eu acho. 

5 comentários:

  1. Concordo contigo, mas se calhar no caso deles, até nem se importaram que tivessem espectadores e mesmo assim foi romântico, literalmente, hehe

    ResponderExcluir
  2. para mim só faria sentido a 2! ;)

    ResponderExcluir
  3. Eu naquele momento era capaz de dizer que não!!

    ResponderExcluir
  4. mas foi original !
    desafio t (tens todo o direito d recusar) a criar um post a perguntar as bloger´s como gostariam d ser pedidas em casamento e para as casadas como, foi esse momento

    ResponderExcluir